A Associação Grão Vasco é uma associação jovem, constituída em outubro de 2015 que nasceu da vontade da comunidade educativa do Agrupamento de Escolas Grão Vasco, para encontrar soluções para os problemas sociais do Agrupamento.

É que a Escola é, na verdade, delimitada por uma membrana permeável, onde os problemas entram com o mesmo vigor que dela podem ser impulsionadas as soluções. Assim, os objetivos da Associação são claros: dando um passo atrás até à raiz funcional da Escola, toma balanço para promover a integração social e comunitária, desenvolver a autonomia individual, potenciar o diálogo e a interculturalidade e a educação ao longo da vida, apoiando a família e difundindo conhecimento.

Ao permitir-se trabalhar junto dos alunos e suas famílias, a Associação Grão Vasco trabalha o sentido de integração e respeito pela diversidade desde a base, a comunidade educativa do Agrupamento.

O Agrupamento de Escolas Grão Vasco é um agrupamento de escolas desde a educação pré-escolar até ao 9.º ano de escolaridade, com cerca de 2600 crianças e jovens, distribuídos pelas 15 unidades do agrupamento, situadas no centro e na periferia da cidade de Viseu. Tem sediadas as Escolas de Referência no domínio da visão, para a educação bilingue e para a intervenção precoce na infância e um Centro de Recursos para a aprendizagem, que dá apoio a alunos com Perturbação do Espetro do Autismo e um Centro de Recursos  de Tecnologias de Informação e Comunicação para a Educação Especial  O Agrupamento tem ainda um Curso de Educação e Formação para alunos mais velhos com problemas de comportamento, motivação e insucesso repetido.

Assim, a Associação tem como objetivos promover a Integração Social e Comunitária; a Autonomia Individual; o desenvolvimento de competências pessoais, interpessoais e sociais; uma Cidadania Ativa e Global e o respeito pelos Direitos Humanos; o Associativismo enquanto instrumento de cidadania ativa; a Tolerância, Diálogo Intercultural e a Solidariedade entre todos; a Educação e a Cooperação para o Desenvolvimento; a Educação ao Longo da Vida e Formação Profissional; a Igualdade de Oportunidades e de Género; Apoio à Família e a Produção e Difusão de Conhecimento, ajudando a contribuir para uma sociedade mais justa.

Nestas escolas, por via do Associativismo, aprende-se a ler o Mundo para a seguir, transformá-lo. Estamos a percorrer um caminho e a travar o desafio de esbater diferenças, desmistificar limitações e promover a verdadeira igualdade de oportunidades!

Documentação

Órgãos Sociais

Assembleia Geral
Presidente: Albino Manuel Alexandre Martins;
Primeiro Secretário: Hernâni Fernando Figueiredo Oliveira;
Segunda secretária: Ana Maria Bernardo Fernandes;
Suplente: Maria da Conceição Coelho Fonseca.

Direção Executiva
Presidente: Paula Cristina Aguiar da Costa Fong;
Vice-Presidente: Isabel Maria Figueiredo Peixe;
Tesoureira: Sandra Paula Tomás Ribeiro;
Primeira Vogal: Maria Nazaré da Conceição Correia;
Segundo Vogal: Mário João Viegas Aires Pereira.

Suplentes
Ana Cristina de Barros Mota Pinto;
Paulo Alexandre Ferreira da Silva Mergulhão;
Isabel Maria Miragaia Cruz.

Conselho Fiscal
Presidente: José Pais Antunes;
Primeiro Vogal: José Carlos Amaral Melo;
Segundo Vogal: Maria Helena Almeida Lopes.

Suplentes
José Francisco de Araújo Fernandes Bastos;
Maria Teresa Filipe Costa.